Dicas Speed of Sound: antes de começar consulte o cardiologista

A primeira atitude que tomamos ao iniciar esta série sobre bem-estar e dicas - com foco na saúde dos participantes da 'Speed of Sound' - foi justamente procurar um especialista. Um cardiologista, mais especificamente, que é o profissional recomendado para orientar quem quer iniciar ou pretende intensificar um planejamento de exercícios. Entre os diversos profissionais do Hospital, conversamos com o médico Julio Lovisi, que além de compor a equipe do Serviço de Ecocardiografia do Monte Sinai é também é especializado em Medicina Esportiva.

"Exercício é bom para todo mundo, todos deveriam praticar. Mas nunca de forma aleatória", lembra o médico. Em sua experiência, Lovisi verifica que é muito comum as pessoas praticarem atividades físicas quando jovens, mas depois passarem 15, 20 anos sem fazer nada. Da noite para o dia resolvem recomeçar. Compram um tênis, colocam um short e passam a correr ou caminhar.

Isso não é recomendável, enfatiza, "pois nesse período podem surgir problemas de saúde que precisam ser avaliados por um profissional. Senão, a prática de exercícios deixa de ser promoção de saúde para virar um gerador de problemas". Sempre que se retomar ou intensificar um plano de exercícios é preciso consultar um profissional, preferencialmente o cardiologista. São várias as questões a se avaliar para ver se a pessoa já pode começar a prática de qualquer atividade, quais são riscos, benefícios e definir o melhor modo de fazer o esporte escolhido.

Exames necessários

Júlio Lovisi explica que o fundamental é o exame clínico. O médico precisa conhecer a história esportiva do paciente, avaliar fatores de risco, histórico familiar, hábitos pessoais - sedentarismo, tabagismo, peso e muitos outros. "Em geral, no Brasil seguimos a visão europeia em que pelo menos o eletrocardiograma é importante. Para saber se necessita investigação mais aprofundada, como ecocardiograma ou teste ergométrico, é a avaliação inicial que vai determinar. Esta é uma questão totalmente individual, frisa ele, pois vai considerar ainda a intensidade e o tipo de exercício que a pessoa se propõe a fazer".

Fazer check-ups periódicos para quem faz atividades por longo tempo também é importante. Mas o intervalo entre as avaliações e os exames indispensáveis também dependem de cada caso, não é possível generalizar. Lovisi reforça que com este foco se começa a fazer prevenção, em vez de medicina curativa. Em geral, a pessoa não sabe se está com colesterol elevado, triglicérides, quais seus níveis de açúcar - problemas que demoram a se mostrar sintomáticos - e que só podem ser constatadas com acompanhamento médico frequente.

Fazer apenas o que está preparado para fazer

Os principais cuidados para quem vai correr a Speed of Sound são os mesmos para qualquer outro desafio semelhante: calçado e roupa adequados e muita hidratação. "Mas o principal é respeitar suas limitações e fazer sua atividade dentro do que você treinou. Se não dá para correr todo o percurso, caminhe. Ninguém é obrigado a correr só porque se inscreveu. E se treinou para fazer 10 km em uma hora, não tente fazer em 40 minutos". Júlio é um entusiasta das corridas de rua. A competição estimula, a pessoa passa a ter objetivos a cumprir, mas nunca deve exagerar, frisa ele. O ranking facilita a adesão, leva a pessoa a trabalhar com mais regularidade, pois ela se impõe metas. "Circuitos como o Speed of Sound, têm um clima muito agradável, esta parte da socialização é muito importante. Tive vários pacientes que passaram por processos depressivos e ao se envolverem com o ranking, encontraram outros objetivos e obtiveram bons resultados com isso", conta ele.

Apoio a atletas e exames para alta performance

Como especialista em medicina esportiva, Lovisi acompanha vários atletas de Juiz de Fora, além de pessoas que são frequentes nos circuitos de rua, inclusive hipertensos, pacientes com dislipidemia ou outros problemas que exigem cuidados mais especializados. Ele garante que estas patologias não impedem ninguém de correr -sendo que alguns até começaram por isso-, no entanto, é fundamental estar com exames em dia, passarem por avaliações criteriosas, terem um acompanhamento adequado para que pratiquem a atividade física com segurança.

Para estas pessoas e para atletas e pessoas que investem numa performance mais elevada, Júlio realiza um exame especifíco, o teste cardiopulmonar de exercício. É como um teste de esforço, porém mais elaborado, explica ele. O exame permite identificar zonas que são importantes para o treinamento. Os resultados ajudam muito a quem prescreve uma planilha de treinamentos, pois mostram o primeiro limiar ou limiar anaeróbico, o segundo limiar, ou ponto de compensação respiratória, frequência máxima, dentre outros indicadores. Atleta e treinador passam a conhecer detalhes da fisiologia do esforço que são importantes para definir a intensidade do exercício. O cardiologista lembra ainda que há orientações específicas importantes para quem utiliza suplementação, fator que exige todo um cuidado, pois traz outros problemas associados e , por isso, exige acompanhamento.

Corrida à noite

Julio diz que a corrida à noite não tem contra-indicações, pelo contrário, a temperatura amena e o nível de umidade deste horário trazem vantagens ao desempenho da atividade física. Guardados os cuidados com a dificuldade de identificar obstáculos, defeitos na pista ou outras relacionadas, as recomendações são as mesmas para qualquer circuito: muita hidratação, calçados e roupas adequados, ter algum condicionamento, mas, principalmente,"fazer aquilo para o que você treinou, não exagerar".

Como Chegar Marker

Urgência, emergência,
atendimento ambulatorial e visitas a unidades fechadas (utis)

Rua Vicente Beghelli, 315

pacientes internados, visitantes e acompanhantes

Avenida Presidente Itamar Franco
(antiga Av. Independência), 4000

fornecedores e entregas

Rua Antônio Marinho Saraiva, s/n

Heliponto

Latitude: 21º 46' 862" Sul
Longitude: 043º 21' 887" Oeste

Copyright © 2004 Hospital Monte Sinai. Todos os direitos reservados. Endereço: Av. Presidente Itamar Franco 4000, Cascatinha - Juiz de Fora/ MG CEP: 36033-318 / Telefone: (32) 2104-4455 / (32) 2104-4000

Quality Safaty - Hospital Monte Sinai
Desenvolvido por: Logohandcom2