Hernia Day no Monte Sinai: abordagem laparoscópica de hérnias da parede abdominal

O renomado cirurgião André Brandalise, de Campinas, ministrou, no Monte Sinai, com apoio da Johnson & Johnson, no dia 8 de agosto, um curso sobre "Abordagem laparoscópia de hérnias da parede abdominal". Além de palestra, o especialista convidado, que é membro titular e secretário Geral da Sobracil  - SP, realizou duas cirurgias com transmissão ao vivo para o Centro de Estudos do Monte Sinai, a partir do centro cirúrgico do Hospital. A coordenação do evento foi dos cirurgiões Rodrigo Peixoto, Carlos Augusto Gomes, Cléber Soares e Dircênio Marques, que receberam residentes de Cirurgia do HU/UFJF e Suprema, médicos especialistas da cidade e região, além de enfermeiros e outros profissionais de saúde.

O principal objetivo da preceptoria foi sistematizar o procedimento de hérnia inguinal videolaparoscópica (TAPP) utilizando tela de baixa gramatura e grampeador absorvível. Na parte teórica do curso, Brandalise ressaltou a importância do cirurgião ter um conhecimento muito grande de anatomia para o uso da técnica de vídeo neste tipo de procedimento, mas demonstrou as principais vantagens de sua utilização. No caso das hérnias inguinais, destacou o menor tempo de recuperação do paciente, redução do risco de dor crônica, praticamente nenhum caso de infecção registrado, menos hematomas e baixíssimo grau de complicações, como lesões de vasos, por exemplo; além do risco de dor pós-cirúrgica ser de 6%, contra 12% na técnica convencional.

Ele ainda discorreu sobre estatísticas, inclusive, mostrando que são feitas 20 milhões de cirurgias de hérnia por ano e, mesmo nos EUA, só 14% por videolaparoscopia. "Em Juiz de Fora, estimamos que a proporção é semelhante, principalmente porque alguns convênios restringem o uso de material exigido pela técnica", informa o cirurgião e Diretor Clínico do Monte Sinai, Rodrigo Peixoto. "Mas no Monte Sinai, a realidade é exatamente a oposta, com cerca de 80% das cirurgias de hérnia inguinal feitas por vídeo". A maioria das equipes prefere esta técnica às demais, acrescenta Carlos Augusto Gomes, uma vez que a resolutividade é provada pelas vantagens apontadas por André Brandalise. Isso acrescido do fato da rescidiva (retorno do problema) ser de 10% de hérnias inguinais (que aparecem em outros locais do abdome) e de 25% nas hérnias rescidivadas, somando quase 700.000 casos por ano.

Monte SinaiMonte Sinai

Como Chegar Marker

Urgência, emergência,
atendimento ambulatorial e visitas a unidades fechadas (utis)

Rua Vicente Beghelli, 315

pacientes internados, visitantes e acompanhantes

Avenida Presidente Itamar Franco
(antiga Av. Independência), 4000

fornecedores e entregas

Rua Antônio Marinho Saraiva, s/n

Heliponto

Latitude: 21º 46' 862" Sul
Longitude: 043º 21' 887" Oeste

Copyright © 2004 Hospital Monte Sinai. Todos os direitos reservados. Endereço: Av. Presidente Itamar Franco 4000, Cascatinha - Juiz de Fora/ MG CEP: 36033-318 / Telefone: (32) 2104-4455 / (32) 2104-4000

Quality Safaty - Hospital Monte Sinai
Desenvolvido por: Logohandcom2