Monte Sinai é selecionado para pesquisa nacional

O Monte Sinai é o único hospital privado de Juiz de Fora e Zona da Mata a participar do estudo Nascer no Brasil, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), cujo objetivo principal é estimar a prevalência de partos cesarianos ocorridos em instituições do Sistema de Saúde brasileiro, segundo a localização geográfica. Além da estimativa, o estudo irá entrevistar 90 mães, aproximadamente, e nos recém-nascidos por tipo de parto, com atenção especial ao prematuro.

 

A pesquisa está acontecendo em todo o Brasil e tem por objetivo levantar informações sobre parto e nascimento. Foi uma pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde, cujo maior interesse é identificar as condições de pré-natal, parto e nascimento e pós-parto e propor melhorias onde e como se fizer necessário. E em especial, identificar se está acontecendo um aumento da prematuridade em todo o Brasil (até hoje os dados envolvem apenas alguns municípios) e quais seriam os fatores predisponentes dessa prematuridade.

De acordo com informações da coordenadora estadual da Pesquisa em Minas Gerais, Deise Campos, até hoje, os estudos sobre parto e nascimento ou são realizados no exterior (Europa e Estados Unidos) ou em alguns poucos municípios com universidades que estudam o tema. ?São três milhões de nascimentos por ano no Brasil e precisávamos de um estudo dessa grandeza para nortear as políticas públicas de assistência ao pré-natal, ao parto e nascimento, ao recém-nascido e à puérpera?, explicou Deise.

 

No total, o Nascer no Brasil vai entrevistar 24 mil mulheres internadas para procedimentos de parto em hospitais públicos, privados e mistos, nas capitais e no interior de todos os estados brasileiros; o estudo já chegou ao número 20 mil. Esse levantamento incluiu quase 200 municípios no Brasil e quase 300 unidades de saúde que realizaram 500 partos ou mais ao ano, sorteadas. Em cada hospital, serão entrevistadas 90 mulheres no pós-parto e consultados seus prontuários hospitalares.

 

?Em Minas Gerais já entrevistamos 1.890 mulheres em 21 unidades. Somos uma equipe de 51 pessoas atuando em 18 municípios e 23 unidades de saúde. Houve uma excelente aceitação por parte das instituições sorteadas para participar e por parte das mulheres abordadas pelos nossos entrevistadores, após a leitura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. São todas voluntárias, mas fazemos um apelo para que participem dada a importância do tema. A entrevista dura de 30 a 40 minutos, sempre de acordo com a disponibilidade da mulher. Após 42 dias do parto, ela receberá um telefonema para sabermos como ela e a criança estão passando e se tiveram algum problema de saúde nesse período?, detalhou a pesquisadora. Conforme Deise, em Juiz de Fora são duas entrevistadoras e uma supervisora. ?Esperamos que ainda esta semana sejam encerrados os trabalhos no Hospital Monte Sinai, porém, no Brasil, avançaremos no primeiro trimestre de 2012?, finalizou.

 

Como Chegar Marker

Urgência, emergência,
atendimento ambulatorial e visitas a unidades fechadas (utis)

Rua Vicente Beghelli, 315

pacientes internados, visitantes e acompanhantes

Avenida Presidente Itamar Franco
(antiga Av. Independência), 4000

fornecedores e entregas

Rua Antônio Marinho Saraiva, s/n

Heliponto

Latitude: 21º 46' 862" Sul
Longitude: 043º 21' 887" Oeste

Copyright © 2004 Hospital Monte Sinai. Todos os direitos reservados. Endereço: Av. Presidente Itamar Franco 4000, Cascatinha - Juiz de Fora/ MG CEP: 36033-318 / Telefone: (32) 2104-4455 / (32) 2104-4000

Quality Safaty - Hospital Monte Sinai
Desenvolvido por: Logohandcom2