Serviço inova na região com aneurisma de aorta totalmente percutâneo

O Serviço de Hemodinâmica do Hospital Monte Sinai introduziu, recentemente, técnicainédita na região para tratar uma doença grave e complexa. Alexandre de Tarso em conjunto com Marcio Gomide, ambos habilitados e capacitados em tratar doenças aórticas, realizaram implante de endoprótese para tratamento de aneurisma de aorta de forma totalmente percutânea (por punção e sem cortes), utilizando a técnica PEVAR (percutaneous endovascular aneurysm repair) por meio de dispositivo hemostático percutâneo (Perclose®).

Levando-se em conta o tempo entre a indução anestésica até o curativo, um procedimento padrão com anestesia geral, dissecção dos vasos, exclusão do aneurisma por endoprótesee sutura dos vasos e pele, demora em média cerca de duas a três horas. Além disso, o período médio de internação é de três a quatro dias. Enquanto que o procedimento realizado nesse paciente pela técnica totalmente percutânea durou apenas uma hora, com anestesia local e sem necessidade de corte e pontos. Ele poderia ter tido alta médica no mesmo dia, mas, por segurança e seguindo protocolos das operadoras de saúde, cumpriu um período de cerca de 24 horas em observação em unidade de internação.

A inovação do procedimento foi o acesso totalmente percutâneo para o tratamento do aneurisma de aorta abdominal que usa dispositivos calibrosos com necessidade de abertura de quase 50% da parede da artéria para manipulação, condução e montagem das endopróteses (veja imagem), utilizando o dispositivo de hemostasia percutâneo (Perclose®), um material que permite fechar esta artéria por técnica percutânea. Na conclusão do procedimento um mecanismo que sela a parede do vaso por dentro, evita qualquer necessidade de incisão cirúrgica ou de dissecar a virilha (por onde o acesso endovascular acontece). Tudo sem sangramentos posteriores ou pontos externos (veja filme). O paciente já pode sair andando da sala de Hemodinâmica e tomar banho logo após chegar no quarto.

O médico acredita que o tratamento de aneurisma totalmente percutâneo é o futuro da técnica , que já é realizada com relativa frequência em grandes centros brasileiros, sendo que nos EUA e Europa são incentivados os treinamentos para o uso de dispositivos hemostáticos para realizá-la, com redução de riscos e maior conforto no pós-operatório. Para iniciar o procedimento em Juiz de Fora o que mais contou foi a experiência dos profissionais. O uso do dispositivo depende das condições da artéria do paciente, que não pode ter placas ou calcificações intensas. “Sendo um vaso sadio para acesso, as duas técnicas podem ser associadas e adaptadas ao porte da intervenção”, completa ele.

Dr. Alexandre de Tarso Machado é doutor, cirurgião e especialista em cirurgia endovascular e radiologia intervencionista.

Dr. Marcio Gomide é mestre e cirurgião vascular com área de atuação em cirurgia endovascular.

 

Como Chegar Marker

Urgência, emergência,
atendimento ambulatorial e visitas a unidades fechadas (utis)

Rua Vicente Beghelli, 315

pacientes internados, visitantes e acompanhantes

Avenida Presidente Itamar Franco
(antiga Av. Independência), 4000

fornecedores e entregas

Rua Antônio Marinho Saraiva, s/n

Heliponto

Latitude: 21º 46' 862" Sul
Longitude: 043º 21' 887" Oeste

Copyright © 2004 Hospital Monte Sinai. Todos os direitos reservados. Endereço: Av. Presidente Itamar Franco 4000, Cascatinha - Juiz de Fora/ MG CEP: 36033-318 / Telefone: (32) 2104-4455 / (32) 2104-4000

Quality Safaty - Hospital Monte Sinai
Desenvolvido por: Logohandcom2