Uma profissão a serviço da vida

O que todo mundo planeja no Natal é estar em família, confraternizar com amigos e trocar presentes. Mas, quem escolheu a profissão de enfermeiro ou técnico de Enfermagem sabe que, quase todo ano, pode passar as festas fazendo aquilo que escolheu como sua vocação: cuidar do outro, de plantão. Nesta data, tão especial, estes profissionais merecem parabéns em dobro. Abrir mão de suas famílias e de momentos particulares de sua história requer abnegação e foco na carreira.

E é justamente sobre a carreira de Enfermagem no Hospital Monte Sinai de que trata esta reportagem.  Reconhecidos pelo seu fundamental valor na cadeia de assistência, enfermeiros e técnicos são responsáveis por quase 70% da força de trabalho da organização. Exatamente por isso, e na mesma proporção, recebem a maior parcela do programa de treinamento de aperfeiçoamento e melhoria contínua realizada pelo hospital.

 Todo técnico que opta pela formação superior em Enfermagem também tem prioridade nos processos internos de seleção para a vaga. O perfil de liderança é fundamental para ocupar o novo cargo, pois é dos enfermeiros a responsabilidade de conduzir suas equipes em cada plantão. Quem se destaca na carreira também ganha novas oportunidades, a de gerir setores. A maioria dos supervisores de unidades no Monte Sinai, hoje, começou no hospital como técnicos, grande parte deles têm mais de 10, 15 anos de casa. O próprio gerente de Enfermagem, Carlos Alexandre Carneiro Lélis é um exemplo, tem 22 anos de Monte Sinai, sendo que o hospital tem apenas 23 anos de vida.

O cuidado está em cada rotina, em cada ação

A equipe de liderança se reúne mensalmente para repassar as necessidades de revisão de processos, de estratégias de atendimento e aperfeiçoamento contínuo da cultura de Segurança do Paciente, que tem sido o foco da assistência no Monte Sinai nos últimos dois anos. Dezembro foi mês de comemoração (foto, no alto, Dr. Flávio Barbosa, diretor adjunto Técnico do Hospital com a equipe). Com um saldo muito positivo de avanços na área foi o momento de fazer uma retrospectiva, enquanto se planeja os rumos do setor para 2018. Relembrando conquistas importantes, como a implementação dos protocolos preconizados no Programa Nacional de Segurança do Paciente.

Este ano, as equipes setoriais também receberam treinamento para os protocolos de Atendimento do AVC Agudo, da Sepse, da TEV (Tromboembolismo Venoso), além de iniciar outros que serão concluídos em 2018. Outro treinamento que também referencia a equipe do Monte Sinai na região foi o da Palivisumabe, que é o principal agente das infecções respiratórias que acometem crianças menores de um ano de idade. Em bebês prematuros, o risco de uma evolução mais grave é grande e a hospitalização deles é 10 vezes maior do que bebês nascidos a termo.

Diferenciado também foi o Curso de Aleitamento Materno do qual participaram as equipes do Berçário, Maternidade e UTI Neonatal. Ministrado pela médica Eliane Martins, pediatra, especialista e consultora do Ministério da Saúde para Aleitamento, ela foi a fundadora do Banco de Leite Humano de Juiz de Fora. Especialmente desenhado para o Monte Sinai, o curso vai ser modular e será a base do foco estratégico da nova Maternidade do Hospital, que busca ser referência em Aleitamento Materno.

 

Pacto global pela segurança do paciente      

O ano de 2017 para a Enfermagem do Monte Sinai foi, de fato, muito produtivo e, por isso, valeu a comemoração festiva. Afinal, é preciso recarregar as energias para encarar os desafios que 2018 promete para o setor: o debate global sobre a Segurança do Paciente. Praticamente todas as instituições de saúde no mundo discutem como reduzir o impacto da ação assistencial no atendimento aos pacientes.

Por isso, o planejamento da assistência este ano, culminou, em dezembro, com a realização do I Congresso da Zona da Mata de Segurança do Paciente, realizado dias 1 e 2, na Faculdade Suprema. Exatamente com este foco, as práticas preconizadas para o tema guiarão toda a atuação assistencial no Monte Sinai nos próximos anos, visando, de forma incansável, que o ato de cuidar não cause danos ao paciente.

     

Como Chegar Marker

Urgência, emergência,
atendimento ambulatorial e visitas a unidades fechadas (utis)

Rua Vicente Beghelli, 315

pacientes internados, visitantes e acompanhantes

Avenida Presidente Itamar Franco
(antiga Av. Independência), 4000

fornecedores e entregas

Rua Antônio Marinho Saraiva, s/n

Heliponto

Latitude: 21º 46' 862" Sul
Longitude: 043º 21' 887" Oeste

Copyright © 2004 Hospital Monte Sinai. Todos os direitos reservados. Endereço: Av. Presidente Itamar Franco 4000, Cascatinha - Juiz de Fora/ MG CEP: 36033-318 / Telefone: (32) 2104-4455 / (32) 2104-4000

Quality Safaty - Hospital Monte Sinai
Desenvolvido por: Logohandcom2