UTI humanizada quebra paradigmas no atendimento ao doente crítico

Evolução tecnológica aliada a uma inovadora e bem dimensionada utilização do espaço físico, com foco no atendimento mais humanizado. Este é o conceito implantado pelo Monte Sinai a partir da inauguração da nova UTI Adulto, em fevereiro. O objetivo do Hospital é ser uma ilha de excelência em alta complexidade, incorporando recursos que mantenham a estrutura como uma das mais avançadas pelos próximos dez anos.

As mudanças efetivadas na área da Medicina Intensiva buscaram, em especial, na Arquitetura novos conceitos de humanização para, de fato, revolucionar na região o atendimento a pacientes críticos. Uma planta moderna, num espaço de 1.100m², reduz a sensação de isolamento dos pacientes e profissionais. O projeto prioriza a presença de luz natural com amplas janelas e vidros especiais formam uma barreira contra o barulho do tráfego numa área de grande fluxo de veículos. O stress acústico, típico dessas unidades, também é reduzido com a restrição de ruídos internos, em especial dos alarmes dos aparelhos de controle de sinais vitais. Uma moderna central de monitorização permite suprimir os alarmes com o controle dos leitos feitos visualmente. A partir de três postos de enfermagem, os profissionais monitoram detalhes de cada leito por sinais luminosos. Ar condicionado central, com controle individual por leito, camas especiais e equipamentos de última geração completam o conforto e a segurança dos pacientes.

Para os profissionais, a nova UTI insere vestiários que garantem mais privacidade, farmácia satélite com estoque próprio de emergência, tudo em amplos cômodos e corredores. O acesso do corpo assistencial é totalmente independente e com verificação por biometria. Pacientes passam a ter fluxo que diferenciam os de Emergência, daqueles transferidos de outros blocos do Hospital. Os visitantes circulam por acesso próprio e separado dos demais.

Acolhimento físico e emocional

Toda a estrutura foi planejada e novos recursos introduzidos para ampliar o conceito que caracteriza a visão contemporânea de humanização hospitalar, quebrando paradigmas típicos de centros de terapia intensiva. A maioria dos leitos tem divisórias de paredes, são pequenos apartamentos, oferecendo um diferencial difícil ao exigido pelo tratamento dos pacientes de UTI: privacidade. Isso traz um ganho especialmente para pacientes coronorianos e de outras patologias que permanecem lúcidos durante a internação na unidade. Alguns leitos da nova UTI estão equipadas como suítes e permitirão, quando recomendado pela coordenação clínica do setor, a presença de acompanhante. Todos os conceitos interdisciplinares inseridos no projeto da nova unidade priorizam o acolhimento físico e emocional. Tudo isso, aliado a uma equipe capacitada e multiprofissional, expedientes clínicos modernos que afetem minimamente o doente e o que há de mais novo em recursos tecnológicos, tem um só objetivo: garantir rápida e plena recuperação do paciente.

Veja mais.

Como Chegar Marker

Urgência, emergência,
atendimento ambulatorial e visitas a unidades fechadas (utis)

Rua Vicente Beghelli, 315

pacientes internados, visitantes e acompanhantes

Avenida Presidente Itamar Franco
(antiga Av. Independência), 4000

fornecedores e entregas

Rua Antônio Marinho Saraiva, s/n

Heliponto

Latitude: 21º 46' 862" Sul
Longitude: 043º 21' 887" Oeste

Copyright © 2004 Hospital Monte Sinai. Todos os direitos reservados. Endereço: Av. Presidente Itamar Franco 4000, Cascatinha - Juiz de Fora/ MG CEP: 36033-318 / Telefone: (32) 2104-4455 / (32) 2104-4000

Quality Safaty - Hospital Monte Sinai
Desenvolvido por: Logohandcom2