Hipertensão Arterial: novidades das novas diretrizes para acompanhamento da doença

A Hipertensão Arterial continua sendo o principal fator de risco para as doenças cardiovasculares, ainda a maior causa de óbitos no Brasil e no Mundo. Duas datas marcam a importância de se informar sobre o tema. Neste 26 de abril é o Dia Nacional de Combate à Hipertensão e o dia 17 de maio, marca o Dia Mundial de prevenção da doença.

O cardiologista Marco Aurélio Fernandes, também chefe do setor de Emergência do Hospital Monte Sinai fala das mais recentes diretrizes para diagnóstico e combate à doença. A constatação mais grave entre os dados nacionais é que na última década continuou em crescimento a sua prevalência, bem como do diabetes e da obesidade: "portanto, combatê-las tem grande impacto na redução do risco cardiovascular", enfatiza ele.

A falta de controle da pressão arterial (PA) é o maior problema. Entre 30% e 35%, conforme a região, dos pacientes com PA elevada estão sem uso de medicação adequada.

Entre as mais recentes diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia, três atitudes devem ser priorizadas:

1. Medir corretamente a pressão arterial
2. Pesquisar sinais de causas secundárias
3. Estimar o risco cardiovascular

O que se recomenda?
Ao contrário da crença comum, os aparelhos automáticos (de braço e não de punho), calibrados e validados, apresentam maior acurácia na medida da PA. A exceção são os pacientes com fibrilação atrial.

Um destaque da nova diretriz é a definição de hipertensão arterial sistêmica. Ela volta a utilizar o termo "pré-hipertensão": PA sistólica 130-139 e/ou diastólica 85-89 . E continua sendo considerada "ótima" a PA < 120/80 mmHg.

Importante também é buscar as "pistas" de causas secundárias da Hipertensão. Fique atento e consulte seu médico em caso de dúvida:

• Hipertensão em paciente jovem
• Hipertensão resistente ou de difícil controle
• Piora da função renal
• Suspeita de apneia do sono
• Drogas que podem aumentar a PA, como descongestionantes nasais, corticoides e anticoncepcionais.

 

Como Chegar Marker

Urgência, emergência,
atendimento ambulatorial e visitas a unidades fechadas (utis)

Rua Vicente Beghelli, 315

pacientes internados, visitantes e acompanhantes

Avenida Presidente Itamar Franco
(antiga Av. Independência), 4000

fornecedores e entregas

Rua Antônio Marinho Saraiva, s/n

Heliponto

Latitude: 21º 46' 862" Sul
Longitude: 043º 21' 887" Oeste

Copyright © 2004 Hospital Monte Sinai. Todos os direitos reservados. Endereço: Av. Presidente Itamar Franco 4000, Cascatinha - Juiz de Fora/ MG CEP: 36033-318 / Telefone: (32) 2104-4455 / (32) 3239-4455

Quality Safaty - Hospital Monte Sinai
Desenvolvido por: Logohandcom2